domingo, 3 de maio de 2015

Às Vezes o segundo amor é bem melhor

Às Vezes o segundo é bem melhor

Um dia pintou o amor em sua vida...

E você viveu este amor em toda sua intensidade, se entregou por inteira e passou noites suspirando por ele, completamente enfeitiçada.

Também pudera: era o homem de sua vida.

Sim, ele era a sua alma gêmea (argh!!!), um homem cujo destino era ao seu lado, pois estava escrito nas estrelas.

Mas um dia veio o chute na bunda. Ploft!!!

Assim, sem mais nem menos, ele disse que não queria mais e se mandou.
Que sacanagem...

Justo você, uma mulher apaixonada, que fez tudo por ele, de uma hora para outra ser abandonada?

E agora você está aí, com o coração partido, chorando por dentro, curtindo uma fossa regada à "Cinzano" e música brega.

Não te bateu um desespero, uma sensação de que nunca mais iria encontrar outro homem como ele, alguém capaz de amar com todo o seu coração?

fala a verdade, você se sentiu como se tivesse acabado de perder um bilhete premiado da loteria??

Lógico, você perdeu "o cara"!!

Só que vou te contar um segredinho que fará com que saia desta prostração:

As chances do segundo grande amor ser melhor que o primeiro são imensas.

Bem...isso se você não for do tipo "viúva de homem vivo" - estas carpideiras que passam o resto da vida chorando por um macho que se mandou na época em que os Menudos faziam sucesso.

Vixe! Aí já é caso para internação, com choque elétrico na testa, porque tem mulher que resolve sofrer por uma questão de estilo de vida.

Sim, ser uma "coitadinha" é um estilo de vida.

Por mais que possa achar o fim do mundo, todo amor acaba.

Ah, mas quem sabe um da Deus ajuda e você resolve se libertar desta dependência emocional?

Se bobear, daqui um tempo, depois de sofrer muito por não aceitar o final, pode ser que acabe sentindo vergonha das merdas que fez:

"Não era eu!! Era outra Zulmira que corria atrás e chorava como uma alucinada!"

Ou então você pode cair na gargalhada. Sim, vai bater aquela vergonha, você vai se perguntar "como pude ser tão burra", mas vai se matar de rir ao se lembrar das loucuras que cometeu.

Oras, todos crescemos e aprendemos com nossos relacionamentos, seja pela inteligência ou na base da porrada.

Mas nem todas as mulheres conseguem ser feliz no segundo amor porque ainda estão a procura de um substituto, um homem tão igual ao que partiu, que ela acaba se machucando ainda mais.

Elas arrumam outro enrosco igualzinho ao primeiro: chucro e com todos os defeitos.
E tudo isso porque sentem falta do inferno que vivam ao lado daquele amor que se mandou de suas vidas.

Então, percebeu como sofrer é um estilo de vida para muitas mulheres?

Alias, de repente o cara nem é ruim, não tem nada de cafajeste, apenas não vai mais com sua fachada,por isso resolveu terminar e partir para outra.

Para você isso é um crime porque ele jamais poderia deixar de te amar!

Tem mulher tão purgante, tão grudenta, que o cara até se esconde para não cruzar com ela na rua. Claro, ninguém aguenta passar pelas mesmas cenas o tempo todo:

"Volta pra mim!!! Você vai se arrepender por ter me deixado!! Se eu te pegar com outra eu  me mato!!!

E ele responde fazendo o sinal da cruz:

" Vai de retro, alucinada!!!"

Pode ser que daqui alguns anos, quando atingir um certo grau de maturidade, homens como este seus ex-amores sejam tão superficiais...

"Não acredito que um dia gostei deste!"

Mas é claro que isso não é uma regra.

Existem mulheres que o tempo passa, mas elas continuam atraídas por "curva de rio".
E quando mulher fica viciada em cafajestes não tem jeito. 

Sabe como é: Ser capacho também é um estilo de vida!
..........................................................................................................
Leia meu livro QUERO SEU SORRISO DE VOLTA e vire uma mulher ruim e feliz!!
www.revistaandros.com.br - © Copyright 2015 - Revista Andros

Nenhum comentário: